Divulgação:

São Paulo, 06 de Agosto de 2012 - 15:30

Renova Energia pode fabricar equipamentos de geração solar

Empresa marca assembleia de acionistas para votar atuação em novos mercados

Por Natália Bezutti

Fonte Maior Fonte Menor
Crédito: getty

A Renova Energia comunicou ao mercado nesta segunda-feira (6/8)  a convocação de uma assembleia geral de acionistas para dia 22 de agosto, na qual será deliberada a inclusão de atividades adicionais ao seu objeto social. A empresa, hoje envolvida em parques eólicos e pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), tratará durante a reunião da inserção da fonte solar em seu portfólio, bem como da produção de equipamentos do segmento.

De acordo com a publicação, a empresa irá deliberar na oportunidade “a atuação no mercado de geração de energia elétrica por meio de equipamentos de geração de energia solar, incluindo, mas não se limitando, à comercialização de energia gerada por fonte solar, a comercialização de equipamentos para a geração, transmissão e distribuição de energia por fonte solar, beneficiamento de polisilício, lingotes, wafers, células, painéis, módulos e inversores”.

Também será discutida a ampliação das atividades para a prestação de consultoria em negócios envolvendo soluções energéticas e eficiência energética para geração, transmissão e comercialização; desenvolvimento, construção, operação manutenção e exploração de projetos relacionados a geração de energia em todas as formas e sistemas; fabricação e venda de equipamentos para o mercado GTD; e qualquer forma de disponibilização de ativos de geração de energia.

Os acionistas que discordarem da deliberação, que se abstiverem de votar ou que não tenham comparecido à reunião terão o direito de retirada na forma da lei, com reembolso de suas ações. Segundo o texto “o pagamento do respectivo reembolso somente será assegurado em relação às ações ordinárias e/ou preferenciais da Companhia que o acionista seja, comprovadamente, titular em 6 de agosto de 2012 - computadas as operações realizadas nesta data, inclusive”.

Procurada pela reportagem a Renova Energia respondeu que não poderia se pronunciar sobre o assunto porque está em "período de silêncio".



Comentários:

O Jornal da Energia não se responsabiliza pelas opiniões abaixo expressadas por seus leitores.


Ainda não há comentários para esta notícia. Seja o primeiro a comentar.

Obs: comentários com ofensas diretas serão editados

© 2009 Editora Lumière . Todos os direitos reservados.