Energisa mais do que dobra receita com transmissão de energia

PUBLICIDADE

A receita da Energisa no segmento de transmissão de energia mais do que dobrará com a aquisição dos ativos da Gemini Energy, anunciada na quinta-feira (17).

Segundo apresentação realizada nesta sexta-feira (18), a receita anual permitida (RAP) do grupo passará de R$ 313 milhões para R$ 676 milhões com a incorporação de três transmissoras da Gemini.

Em teleconferência, o diretor financeiro da Energisa, Maurício Botelho, afirmou que a transação está alinhada à estratégia da companhia de diversificar seus negócios além da distribuição de energia.

Para ele, os ativos da Gemini apresentam potenciais sinergias com lotes de transmissão que serão oferecidos em leilões, sobretudo no Amapá e no Pará, posicionando a companhia de forma mais competitiva em disputas futuras.

“Não vamos parar por aqui, vamos ficar atentos às oportunidades (em transmissão)… Um dos projetos do próximo leilão é a duplicação de uma linha que vai do Amapá ao Pará, é uma oportunidade”, indicou.

PUBLICIDADE

Questionado sobre potenciais passivos relacionados ao apagão do Amapá na LMTE, um dos ativos da Gemini que foram adquiridos, o executivo disse que ainda há controvérsia sobre a responsabilidade da transmissora nesse evento.

Deixe um comentário